terça-feira, 22 de dezembro de 2015






A FORMAÇÃO CONTINUADA NA ATUAÇÃO DOCENTE – UMA PROPOSTA PARA QUALIFICAR OS PROFISSIONAIS

Maristela de Cássia Buzetto
Escola Estadual Ensino Fundamental Antônio Morisso

          Neste ano de 2015, tivemos a oportunidade de participar das formações da Área das Linguagem na disciplina de Língua Portuguesa. Todos os encontros foram importantes, acrescentaram e nos desafiaram a incluir as novas TIC’s nas aulas. Os encontros motivaram, fizeram voltar o tempo, brincar, aprender usando as tecnologias. Em todas oficinas ministradas foi possível relacionar os conteúdos da área e disciplina com o recurso tecnológico disponível, por exemplo: a lousa digital, a máquina fotográfica, o computador, entre outros recursos.
       Aprendemos, com vasta riqueza de possibilidades, a implantação do rádio na escola. Projeto interdisciplinar que pode desenvolver e incluir várias áreas do conhecimento, como outros também bem motivadores e desafiadores. Estas possiblidades, permitem aliar a disciplina de Língua Portuguesa e seus conteúdos e objetivos possibilitando em nossos alunos,múltiplas possibilidades de desenvolverem mais habilidades. Em todos os encontros aprendemos, acrescentamos, socializamos os saberes e as realidades escolares. Tivemos um contato positivo com os professores do Núcleo de Informática da CRE. Estes disponíveis e prontos repassar seus saberes também nas escolas.
          Estas trocas permitiram aprimorar e disseminar mais informações na sala de aula, nosso principal local e espaço de trabalho, onde exercemos a nossa profissão e missão.
       Desde já, parabenizamos a equipe do N T E da CRE, pelas suas propostas comprometidas com a educação e a qualidade do ensino na região. “O saber não ocupa lugar” e “quanto mais melhor.” Assim, considero as formações continuadas, necessárias e integrantes na vidados profissionais da educação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário